PSB deve ter disputa acirrada para deputado estadual

O Governador do Maranhão, Flávio Dino, quando assumiu a presidência do Partido Socialista Brasileiro (PSB), cuidou logo de convidar grande parte dos seus secretários e auxiliares para filiarem-se ao partido, visando as eleições de 2022.

Como uma espécie de “revoada”, os secretários e pré-candidatos a deputado estadual e federal estão indo para a legenda socialista. Acontece que já são 6 secretários. É pouco provável um único partido fazer uma bancada tão grande na Assembleia Legislativa, pela regra de hoje, sem coligação.

O secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula se filia, nesta quinta-feira (8), ao PSB. Além dele, também passarão a integrar as fileiras do partido os secretários Jefferson Portela (Segurança), Rogério Cafeteira (Esporte), Catulé Jr. (Turismo) e Marcos Pacheco (Políticas Públicas), além da presidente do Procon, Karen Barros. O esposo, deputado Duarte Jr., se filiou na legenda socialista na semana passada.

Entre eles, Jefferson deve disputar uma vaga de federal, ao lado de Duarte e Bira do Pindaré. Os demais, disputarão vagas de deputado estadual, ou seja, muita gente para poucas vagas.

Carlos Lula é o nome mais forte nome entre os novos socialistas com plenas condições de se eleger, em função do excelente desempenho que tem à frente da SES, sobretudo no período da pandemia.

Os demais brigarão muito. A legenda já possui o deputado de mandato Edson Araújo

 

Blog do Clodoaldo 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *