Prefeitura de São Luis divulga nota após SET dizer que não recebeu proposta de auxílio emergencial ao sistema de transporte público

De acordo com a prefeitura a proposta do áuxilo emergencial foi protocolada nesta sexta-feira (29). A paralisação dos rodoviários completa 10 dias.

A prefeitura de São Luís divulgou nota na noite desta sexta-feira (29), se manifestando a respeito da divulgação de nota do Sindicato das Empresas de Transporte (SET) afirmando que não receberam nenhuma proposta de auxílio emergencial por parte da prefeitura. A SMTT diz está surpresa com tal atitude do SET.

Confira nota:
A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa que, diferente do que foi divulgado pelo Sindicato das Empresas de Transporte (SET), a proposta do auxílio emergencial para o sistema de transporte público foi discutida e tratada de forma conjunta com o próprio SET, em diversas reuniões, com o objetivo de possibilitar o entendimento entre empresários e rodoviários.

O valor do auxílio emergencial proposto ao sistema de transporte, que garantiria passagens gratuitas aos trabalhadores desempregados na pandemia, foi de R$ 8.250.000 (oito milhões e duzentos e cinquenta mil reais), divididos em três parcelas. Valor suficiente para atender a reivindicação dos rodoviários.

Surpresa com a postura do SET, a SMTT espera que OS ônibus retornem às ruas, uma vez que a população não pode permanecer sem esse serviço, que é essencial.

Sem nenhuma proposta de negociação, os rodoviários da Grande São Luís completam 10 dias de paralisação do sistema de transporte público, neste sábado (30).

A categoria, que iniciou o movimento grevista na última quinta-feira (21) com 100% da frota de ônibus sem circular na Grande São Luís, reivindica um reajuste salarial de 13%, uma jornada de trabalho de seis horas, tíquete de alimentação no valor de R$ 800, manutenção do plano de saúde e a inclusão de um dependente e a concessão do auxílio-creche, para trabalhadores com filhos pequenos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *