Audiência Pública debate situação dos aprovados no concurso da Guarda Municipal

A Câmara Municipal de São Luís promoveu, na manhã desta sexta-feira, 25, uma audiência pública para discutir a situação dos aprovados e classificados no último concurso público da Guarda Municipal de São Luís e debater sobre o edital de convocação para o curso de formação. O encontro foi proposto pelo vereador Álvaro Pires (PMN) e foi realizado no plenário Simão Estácio da Silveira.

O concurso da Guarda Municipal foi realizado no ano de 2022, após 17 anos do último certame. Foram oferecidas 111 vagas imediatas e 29 para a formação de cadastro reserva. O sindicato da categoria informou que no momento existe um enorme déficit de profissionais e os candidatos que ficaram classificados pressionam para a convocação de mais servidores.

Ao abrir a audiência, o vereador Álvaro Pires parabenizou os candidatos pelo bom desempenho no certame e defendeu o ingresso imediato dos excedentes no curso de formação da Guarda Municipal e no quadro de servidores efetivos.

“Eu tenho recebido diversas comissões de candidatos da reserva aptos a serem convocados para o curso de formação. Por esse motivo, eu decidi abraçar a causa e lutar junto, para que todos sejam chamados de forma imediata. Queremos garantir hoje que centenas de jovens que estão no cadastro de reserva, como excedentes, tenham essa oportunidade, do tão sonhado ingresso no serviço público”, ressaltou.

Ele defendeu também a ingressão no serviço público por meio de concurso como uma forma de tornar a máquina pública mais eficiente. “O concurso é uma importante ferramenta para promover a mobilidade social, servindo para melhorar a eficiência do setor público. É inegável que as contribuições do concurso público fazem com que toda a população do país se beneficie e garante que a administração pública seja cada vez mais transparente, igualitária e, principalmente, eficiente”, disse.

Álvaro Pires destacou, ainda, que existe um Projeto de Lei de sua autoria tramitando na Casa Legislativa, com o objetivo de autorizar o Poder Público Municipal a implementar a segurança nas escolas públicas por meio da Guarda Municipal.

O deputado estadual Wellington do Curso (PSC) participou da audiência e falou que conhece bem a realidade dos candidatos. “Eu estou aqui em respeito aos candidatos. Muitos de vocês são meus alunos de sala de aula do Curso Wellington. Eu conheço de perto a dor e sofrimento de cada um de vocês. Muitos de vocês têm uma história parecida com a minha. Eu tenho lado, é o lado de vocês, de quem estudou para passar em um concurso, o lado de quem se dedicou, passando todas as dificuldades para poder passar em um concurso público e agora tem que se humilhar para ser chamado”, frisou o deputado estadual.

Na ocasião, o secretário-adjunto da Guarda Municipal, Reginaldo Sampaio, representando o prefeito Eduardo Braide (PSD), se pronunciou e informou que a convocação de novos guardas municipais depende da questão orçamentária.

“O orçamento é algo que não pode ser separado de nenhuma demanda do Poder Executivo. Essa parte orçamentária vem criando um impedimento para que a gente possa chamar mais guardas para o curso de formação. É necessário que nós tenhamos hoje um efetivo bem maior do que temos, para prestarmos um bom serviço para a sociedade. O que eu posso dizer agora é que já há um estudo para verificar esta possibilidade. O prefeito está de braços abertos. Ontem eu estive com ele e o prefeito comentou sobre a possibilidade de chamar mais guardas. É o que eu posso trazer de concreto. Eu acho que vamos achar uma solução, pois é de interesse da prefeitura ampliar o quadro da Guarda Municipal”, disse.

O evento também contou com a presença de Carlos André Collins, superintendente de ensino da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), e com a participação de Igor Martins e Marcelo Reis, representantes de Comissões dos aprovados da Guarda Municipal de São Luís.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *