Vice-campeão de rejeição quer compor chapa de Naila Gonçalo em Bacabeira

Jefferson Calvet, que é natural de São Luís, se acha alguém com “raiz no lugar”

O vereador de Bacabeira, Jefferson Calvet (PRD), tem uma crença limitada: acredita que a política nas redes sociais precisa ser feita com mentira pautada no “humor”, para que os seguidores achem engraçado e deem likes.

Neste sábado, 9, por exemplo, o parlamentar bacabeirense teria escrito um texto e resolveu “plantar” uma (des)informação em um blog de Rosário – com fortes ligações ao primo prefeito Calvet Filho – que ele deve ser o vice “raiz” na chapa da pré-candidata Naila Gonçalo (Mobiliza-33), que busca a sucessão da prefeita Fernanda Gonçalo no pleito deste ano.

As “digitais” do vereador seguem o roteiro do líder da extrema direita brasileira, o ex-presidente Jair Bolsonaro: debochar sem cessar. O deboche raso é o gesto de quem não consegue sustentar um debate político com base no diálogo.

De acordo com informações disponíveis no DivulgaCand – sistema da Justiça Eleitoral que traz dados públicos sobre candidaturas em todo o país, Jefferson é natural de São Luís, mesmo assim, se acha alguém com “raiz no lugar”. Ou seja, expôs mais uma vez seu deboche.

Jefferson faz parte da categoria chamada de político-celular. A sua atuação é só fazer rir: rir dos outros, rir dos aliados, rir de tudo ao alcance do seu deboche. O show circense costuma agradar seus seguidores nas redes sociais, mas pode lhe fazer despencar em votos no eleitorado formado por pessoas que não simpatizam com o bolsonarismo.

O diabo está sentando em cima dos detalhes: até agora o parlamentar bacabeirense não disparou nenhum ataque debochado contra pesquisa INOP divulgada na semana passada que lhe colocou como vice-campeão em rejeição com 22, 44%, seguido por Kellyane Calvet e Alan Linhares, que lidera entre os mais rejeitados.

Ou seja, na terra onde o presidente Lula ganhou com mais de 78,04%, o debochado vereador – conhecido como um extremista maluco – enfrenta uma alta rejeição, provavelmente, pelo desgaste com sua postura bélica nas redes sociais.

Ah, já ia me esquecendo! O texto publicado no blog que veiculou a ‘notícia’ é atribuído ao próprio vereador pelo simples motivo: o editor da página não é muito amigo da leitura e ortografia, por isso ficou fácil identificar o Ghostwriter – ‘o escritor fantasma’.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *